Meus caros amigos que embarcaram na onda de chamar a grande imprensa “extrema mídia”, venho lembrar que:
1) Ao longo da Era PT, os petistas e os puxadinhos capricharam na desconstrução da credibilidade de veículos como a Globo e Band, O Globo, Folha, Estadão, Veja e IstoÉ. Sobretudo nos períodos de bom jornalismo investigativo sobre o Mensalão, a Lava Jato e o Petrolão, dentre outros episódios da cleptocracia instaurada. .

2) Antes disso, na Era FHC, os mesmos petistas e puxadinhos batiam forte na mesma imprensa acusando-a de ser cúmplice do tucanato. O que, aliás, não é verdade. E, depois da Dilma, já com Temer, continuaram a bater. Criaram até a sigla PIG — Partido da Mídia Golpista.

3) Somando, foram 24 anos de petismo acusando a mídia de ser parcial pela direita. Como é que, de uma hora para outra, os mesmos veículos viram de extrema esquerda?

4) Invoco Orwell para observar que, se esquerda e direita reclamam que estão apanhando da imprensa, significa que só podem estar fazendo um bom jornalismo. Com muitos gols marcados, com bolas fora e vacilos aqui outra acolá — mas ao final de cada período político, com mais vitórias do que derrotas.

Reflitam sobre isso, por favor.
Abraços
(Hugo Studart)