Aula magna particular do meu primo Osmar Frota explicando como funciona o mercado de ações. Detalhe: ele investe na bolsa há 51 anos:

 

Há algum ganho, perda, transferência monetária do mercado de bolsa, dito secundário, quando há uma transferência efetiva para a empresa dos acionistas ou vice-versa. Exemplo, a empresa faz um IPO, os compradores retiram dinheiro de algum lugar, entregam a empresa e recebem ações. Caso contrário, como aconteceu a pouco tempo com a Fibria ao ser comprada pela Suzano, os acionistas entregaram as ações e receberam dinheiro e ações da Suzano. Houve um lucro efetivo, o mercado secundário como um todo pagou muito menos do que recebeu, aí há um ganho efetivo do mercado.
O raciocínio é simples. Suponha que o mercado secundário total de investidores seja formado pelos por estas pessoas: Hugo com 10.000 reais, Osmar com 50.000 reais e Ebe com 100.000.
Estamos os três tranquilos com um patrimônio de 160.000 na poupança. Isto é o valor total do mercado. O Banco do Brasil anuncia um IPO de 1.000 ações a R$ 10,00 cada uma. Hugo, o Agresivo, compra o lote total, transfere 10.000,00 reais de sua conta para o caixa do BB.
Saldo
Hugo 1.000 Ações do BB
Osmar 50.000,00 reais
Ebe 100.000,00 reais
TOTAL REAIS 150.000
Passado algum tempo o BB tem um resultado excepcional. Osmar oferece comprar do Hugo a ação por 50,00 reais. Hugo pensa, lucrei 40,00 reais por ação e vende. BB continua maravilhoso, cresceu mais ainda, Ebe gananciosa, vendo o lucro do Hugo, oferece a Osmar 100,00 reais por ação que aceita a oferta.
Saldo do mercado
Hugo 50.000,00 reais
Osmar 100.000,00 reais
Ebe 1.000 ações do BB
TOTAL REAIS 150.000,00
Descobriram um esquema de corrupção no BB. Ebe apavorada oferece vender as ações por 50,00 cada uma absorvendo um prejuízo ( digo hipotético para o mercado, porém para ela sim). Hugo não aceita e Osmar acha ótimo e compra.
Saldo do mercado
Hugo 50.000,00 reais
Osmar 50.000,00 reais e
1.000 ações do BB
Ebe 50.000,00 reais
TOTAL REAIS 150.000,00
Ué, a Globo anunciou que o mercado perdeu 50.000.000,00 de reais com a queda do BB de 100 para 50, já que o banco tem um capital de 1.000.000 de ações. O saldo do Hugo, Osmar e Ebe na poupança continua em 150.000,00 reais. Que diabo de perda é essa.
Mudança no governo, presos os corruptos, alguns foram para Paris outros para a Papuda. BB anuncia lucro recorde, mercado fica animado, Hugo oferece ao Osmar comprar 100 ações do BB a 300,00 reais cada uma que aceita imediatamente. Anuncia a imprensa, mercado ganha R$250.000.000,00 com BB a 300,00 reais.
do mercado
Hugo 20.000,00 reais e 100 ações do BB
Osmar 50.000,00 reais e
900 ações do BB
Ebe 50.000,00 reais
TOTAL REAIS 150.000,00
Agora eu não entendi mais nada, o Total em reais do mercado continua o mesmo depois desta zona. Individualmente houve transferências patrimoniais, porém o mercado como um todo NÃO.
Conclua, a Bolsa a 35.000 pontos ou a 100.000 pontos, para o mercado total é o mesmo valor. Raciocine, se as pessoas individualmente começarem a retirar dinheiro da renda fixa e comprarem ações de outras pessoa, teremos transferências monetárias de um indivíduo para o outro. O outro ao receber o dinheiro, não joga fora, deposita em algum lugar.
O mercado, como um todo, ganha quando o mercado primário ( empresas produzindo) paga um dividendo, um juro sobre capital, fecha o capital por um valor maior que havia vendido.
Essa conversa do dólar com o Ibovespa, no modo de pensar, é a mesma de dizer: Oh! A dívida interno do tesouro em dólares hoje está menor que no ano passado. Sim, e daí, o tesouro ganha alguma coisa com isso?
Raciocinar não custa nada. Esta é minha opinião sobre bolsa. Se o índice for a 250.000, o mercado como um todo não ganha nada. C.Q.D. Matematicamente falando.
Grande abraço

Em tempo, você pode fazer comparações do IBV em dólares como atrativo de investidores estrangeiros. Isto já é outra história. Também há um raciocínio sobre isso. O estrangeiro quando cambiou os dólares, quem os recebeu, também não jogou na lata do lixo.
Bom, isto é outro papo.