Por Hugo Studart
Preciso devolver minha lucidez àquela cabeça que fica acima do pescoço. Explico: Tive um mestre de esoterismo que sempre alertava os discípulos sobre as trapaças da paixão. “Paixão é um vício”, dizia. “Pior que cocaína”. Nos tira a lucidez, suga as energias, provoca dependência química. Viramos zumbis sem rumo. Ele pregava o amor, aquele sensível e universal, ao qual Paulo de Tarso se referiu na Carta aos Coríntios. Mas exorcizava a paixão carnal.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
“Não se apaixone”, alertou-me recentemente uma terapeuta. “Ora, por que?” Ela olhou bem fundo nos meus olhos e repetiu três vezes: “Fuja da paixão”. Acho que teve uma visão premonitória. Aconselhou-me a fazer como ela, sexo por prazer, mas sem paixão. Pois, como alerta o personagem Dom Juan, “o chão se abre e o inferno traga”.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Mas vejam só, meus caros amigos, as trapaças do Destino. Com esta idade, voltei a viver aquela paixão que nos deixa cegos e loucos. Desde o primeiro instante, carnes em fusão.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Não sei se de fato existem as almas gêmeas. Mas garanto a existência de carnes-gêmeas. Só havia vivenciado experiência tão intensa uma vez na vida — contudo, muito diferente. E um dia acaba. E quando finda, o chão se abre e o inferno traga.
Não era aquele amor que nos inspira a falar a língua dos anjos. Mas paixão.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A paixão é sofredora, é maligna;
A paixão é invejosa;
A paixão se vangloria, se ensoberbece.
Comporta-se inconvenientemente,
busca os seus próprios interesses.
A paixão se irrita, suspeita mal;
Se regozija com a injustiça, mas não se regozija com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, nada suporta.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A paixão acaba…
Mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.
Foi assim que passei a carregar a lucidez dentro da cueca — como certa feita observou o pensador comunista Leo Ferré.
É por essa razão que preciso devolver minha lucidez àquela cabeça que fica acima do pescoço. E me abrir de novo para o amor. Pois quando vier o que é perfeito — como ensina Paulo — então o que é em parte será aniquilado.
(Lembranças de há 3 anos que me ofereceu o Facebook. Para lembrar sobre o que é o Amor. E que as paixões vão. Mas o respeito pela pessoa e pelas boas lembranças podem ficar).